Göttinger Predigten

deutsch English español
português dansk Schweiz

Startseite

Aktuelle Predigten

Archiv

Besondere Gelegenheiten

Suche

Links

Gästebuch

Konzeption

Unsere Autoren weltweit

Kontakt
ISSN 2195-3171





Göttinger Predigten im Internet hg. von U. Nembach

4º Domingo da Páscoa , 15.05.2011

Predigt zu Salmo 23:, verfasst von Alfredo Jorge Hagsma

Saudação:

"O Senhor é meu Pastor,"
(isso é certeza, é convicção de ser cuidado por Deus)
"Nada me faltará."
(isso é provisão, é o sustento de cada dia)
"Ele me faz repousar em pastos verdejantes,"
(isso é serenidade, é qualidade de vida)
"Leva-me para junto das águas de descanso,"
(isso é fé, tranquilidade de espírito)
"Restaura minha alma."
(isso é saúde, é paz interior)
"Guia-me nas veredas da Justiça"
(isso é direção, é luz no caminho)
"Por amor do seu nome."
(isso é propósito, é condição " sine qua non" para viver)
"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte,"
(inclui todos os tipos de morte como a espiritual, quando sentimos, principalmente, os quatro "D": depressão, desânimo, desespero e desesperança,)
"Não temerei nenhum mal"
(isso é proteção, é confiança no Pai)
"Porque Tu estás comigo."
(isso é fidelidade, é certeza da sua presença)
"O teu bordão e o teu cajado me consolam."
(isso é disciplina: Ele nos consola dos erros que cometemos e nos corrige com amor)
"Preparas-me uma mesa na presença de meus adversários,"
(isso é esperança, é certeza da justiça de Deus)
"Unges-me a cabeça com óleo"
(isso é consagração, é unção diária)
"E meu cálice transbordará."
(isso é abundância, é graça contínua)
"Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida",
(isso é bênção, é misericórdia constante)
"E habitarei na casa do Senhor"
(isso é segurança, quando construímos nossas vidas na rocha, que é Cristo)
"Para todo o sempre."
(isso é eternidade, é vida com Deus para sempre).

 

"Deus pensou em tudo desde o começo. Ele está no controle das nossas vidas, dos nossos sonhos e projetos, como também das nossas emoções, dos nossos sentimentos, além da nossa saúde física e mental quando "deixamos" Ele nos conduzir. Porque lutamos tanto para nos entregar ao Criador? Porque insistimos em não nos consagrar mais profundamente a Ele? O Deus que nos criou conhece a nossa essência, sabe o quanto somos frágeis e certamente conhece os nossos problemas e nossas dificuldades. Mas, quem confia Nele, não anda sozinho e vive melhor. O livro dos Salmos exprime o relacionamento da pessoa com Deus. "Salmo" em hebraico significa "Louvor", o que indica que o conteúdo principal do livro é louvor, oração e adoração. Adoração é a idéia central. Eles engrandecem e louvam o Senhor, exaltam seus atributos, seu nome, sua palavra e sua bondade. Todas as experiências humanas, de júbilo e tristeza, vitória e fracasso, estão expressas em Salmos, mas, sempre se relacionando com Deus. Inclui além do louvor, instrução divina, ação de graças, confissão, confiança, angústia, aspiração e profecias. Mostra que Deus não é inacessível, distante ou indiferente. É um Deus que nos ama e que cuida de nós. Ele sempre nos procura. E nós, procuramos por Ele?"

A maioria das interpretações do Salmo 23 vai nesta direção, ou seja, aponta para um ser humano satisfeito com o seu Deus. É alguém que reconhece em Deus aquele que satisfaz "todas as suas necessidades" materiais e espirituais se é que se podem separar as coisas. Diferente de outros salmos neste o autor não encontra motivos para lamentar e tampouco argumentos para questionar o seu Deus sobre as adversidades da vida. No entanto, apesar da satisfação do salmista com o seu Deus ele admite as adversidades da vida. "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte." Apesar da bondade e do poder de Deus a morte continua apresentando seus sinais. "Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, inimigos." Estes também continuam existindo. Não, necessariamente, precisamos entender inimigo neste contexto como sendo outra pessoa. Pode ser uma enfermidade, desemprego, conflito familiar ou qualquer outra adversidade. Ou seja, muitas vezes o inimigo pode estar em nós mesmos.

O autor do Sl 23 revela como a partir da fé podemos ver as coisas de outro modo. Um exemplo oposto ao Salmo 23 poderia ser a história de Jó. Este lamenta, briga e questiona a sua história de sofrimento buscando culpados. No entanto, contradição mesmo ao salmo 23 apresenta não aquela pessoa que questiona a Deus como o fez Jó, mas aquela que encontra em suas posses a satisfação plena como no caso do jovem rico contada por Lucas no cap. 12.13ss. "Homem feliz! Você tem tudo de bom que precisa para muitos anos. Agora descanse, coma, beba e alegre-se! disse ele. Este se basta por si só. Toda a sua força, todo o seu sentido de vida está naquilo que ele com a sua riqueza consegue fazer. Este não precisa de Deus, a sua vida está sob absoluto autocontrole, no entanto, sabemos como termina esta história: "seu tolo, esta noite você vai morrer... Esta é a sentença de Deus para este. Já a alegria e o sentido da vida do salmista estão naquilo que Deus fez, faz e fará por ele. Na certeza de habitar para sempre na casa Deus, independente do que possa acontecer.

O salmo 23 é o texto bíblico preferido de muita gente. Serve para as situações mais diversas da caminhada. Para bons e maus momentos. Mas penso que o que mais agrada neste salmo é a afirmação da certeza da presença de Deus em meio às tempestades. Quando tudo vai bem não temos muita dificuldade para afirmar a fé em Deus (ainda que seja nestas horas que mais facilmente nos afastamos dele). Mas afirmar a certeza da presença de Deus nas horas mais difíceis é profunda confissão de fé. Nos dias atuais onde prevalece a teologia da prosperidade, do bem estar, da negociação fácil com Deus é libertador uma confissão que reconhece Deus nas dificuldades da vida. O Bom Pastor do evangelho previsto para este domingo também não afasta o perigo de forma automática. O perigo continua existindo, os ladrões e assaltantes de vida estão por toda parte, mas também o pastor está atento, não deixa de vigiar. E ele, o pastor veio e continua para que tenhamos vida plena e abundante. (Jo 10.10b). Esta vida é experimentada não fugindo da realidade ou fazendo de conta que os perigos não mais existem, mas reconhecendo-a e crendo que nada pode nos separar do amor de Cristo. Que Deus nos ajude a crermos nisto.

Amém.

Oração: Graças te dou amado Deus porque és o "meu" Deus. Tu me conheces, sabes tudo a meu respeito. No entanto, da mesma forma como és o "meu" Deus és o Deus de todos. Por isso clamo para que o teu Espírito Santo não permita que a minha confissão de fé me afaste das outras pessoas. Lembra-me sempre, pastor amado que uma ovelha não vive isolada do rebanho. É no rebanho que ela encontra aconchego e proteção sob o olhar atento do Bom Pastor. É assim que eu quero viver. Por Jesus Cristo. Amem.

 



Alfredo Jorge Hagsma
Estância Velha – RS - Brasil
E-Mail: hagsma@terra.com.br

(zurück zum Seitenanfang)