Göttinger Predigten

deutsch English español
português dansk Schweiz

Startseite

Aktuelle Predigten

Archiv

Besondere Gelegenheiten

Suche

Links

Gästebuch

Konzeption

Unsere Autoren weltweit

Kontakt
ISSN 2195-3171





Göttinger Predigten im Internet hg. von U. Nembach

22º Domingo após Pentecostes, 28.10.2007

Predigt zu Salmo 121:1-8, verfasst von Lindolfo Pieper

OLHAR PARA CIMA

Salmo 121.1,2: "Elevo os meus olhos para os montes, de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra".

Um famoso e conhecido artista, observando como os homens, numa grande e movimentada cidade, se agitavam de um lado para o outro, cheios de preocupação e ansiedade, resolveu pintar um quadro que representasse a cena.

No quadro que pintou aparecia uma grande multidão de pessoas que se deslocavam numa movimentada rua da cidade, todos com a cabeça inclinada para baixo, olhando para a calçada. E por baixo do quadro se lia: "Já quase ninguém mais olha para cima!"

Não é preciso dizer o impacto que esse quadro causou na mente das pessoas, pois o artista acertara em cheio no problema. O homem moderno, rodeado pela floresta de aço e concreto, perdeu a capacidade de olhar para cima.

Para ele não há mais beleza nas montanhas que falam do Criador, não há mais colinas de cujas cristas distantes esteja a promessa de um mundo melhor; mas apenas calçadas, asfaltos, tijolos e edifícios.

Por isso não é de se admirar que o homem de hoje seja tão consumido pela neurose, tendo sempre os nervos à flor da pele; e é tão vitimado pelo enfarto do coração e pelo derrame cerebral. São conseqüências diretas do seu olhar para baixo, para o asfalto, para dentro de si, para os seus problemas.

O que o homem de nossos dias precisa é fugir das paredes sufocantes que circunda sua vida e olhar para fora, para cima, e contemplar o panorama da graça de Deus.

Certa vez Pedro viu Jesus andando sobre as ondas do mar. Pedro achou muito interessante isso: ter o poder de caminhar sobre o mar. Aí ele pediu a Jesus que lhe desse também esse poder. Jesus falou "vem".

E Pedro fez o que Jesus lhe pediu: saiu do barco e começou a caminhar sobre as águas. Enquanto ele olhava para cima, para Jesus, ele conseguiu andar sobre as águas. Mas na hora em que ele começou a olhar para baixo, para as ondas do mar, para o perigo, ele começou a afundar. Se Jesus não tivesse pegado ele pelas mãos ele teria morrido afogado.

Assim é com a nossa vida. Se ficarmos olhando apenas para os problemas, para as dificuldades que a vida nos oferece, nós vamos afundar, fracassando nos nossos objetivos.

A solução é sempre olhar para cima, para o alto, para o Autor e Consumador da nossa fé, que é Jesus, conforme recomenda o autor da Carta aos Hebreus, no capítulo 12: "Deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, o Autor e Consumador da fé; o qual em troca da alegria que lhe estava proposta, não se importou com a humilhação de morrer na cruz, e agora está assentado do lado direito do trono de Deus".

Jesus deve ser o nosso exemplo. Ele enfrentou muitas dificuldades, como a pobreza, o ódio, a inveja, a perseguição e a própria morte. Mas ele venceu. Hoje ele está assentado à direita de Deus, governando o mundo.

O rei Davi aprendeu o segredo de olhar para cima, pois descobriu que havia força espiritual em olhar para o alto. Diz ele: "Elevo os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra" (Salmo 121).

Olhar para os montes significa olhar para cima, para o alto, para Deus. Foi nos montes que Deus se manifestou várias vezes: no monte Sinai, no monte Horebe, no monte Carmelo e, sobretudo, no monte Calvário, onde Cristo deu a sua vida por nós, para nos salvar de todos os pecados. Monte é, pois, símbolo da presença e da misericórdia de Deus.

Olhar para cima sempre. Esse deve ser o grande objetivo da nossa vida. Há pessoas que só olham para cima quando estão em grandes dificuldades.

Isso aconteceu com a mulher Cananéia, com os discípulos na tempestade, com o carcereiro de Felipos, com o filho Pródigo. E acontece ainda hoje na vida de muitas pessoas. Só olham para cima nos momentos de extrema necessidade.

E sabedor disso, Deus, às vezes, permite que aconteçam certas coisas na sua vida - também na nossa - para que tirem os olhos do mundo e olhem para ele. Um exemplo disso é o povo de Israel.

Os israelitas estavam certa vez num beco sem saída. Eles haviam sido libertados da terra do Egito e estavam fugindo da ira do rei Faraó. De repente, quando se encontram diante do Mar Vermelho, eles vêem atrás de si o exército inimigo. Eles então tentam fugir.

Mas, para onde? Na frente está o mar, à direita as montanhas, à esquerda o deserto e atrás os inimigos.          

Não havia salvação do ponto de vista humano. Eles então se lembram de olhar para cima, para Deus. Clamam por socorro. E Deus faz o mar se abrir. Eles o atravessam em terra enxuta, enquanto que os inimigos morrem afogados.

Quem sabe, você não esteja neste momento passando por grandes dificuldades, num beco sem saída, sem saber o que fazer.

Pois olhe para cima, clame a Deus, que ele o atenderá. Diz ele na sua Palavra: "Invoca-me no dia da angústia, eu te livrarei e tu me glorificarás" (Salmo 50.15).

Sim, tiremos os nossos olhos desse mundo de pecados e de miséria e olhemos para Deus. Olhemos para Deus, para o alto Deus, pois só ele pode nos socorrer.

Ele nos enviou o seu Filho Jesus para nos livrar de todos os pecados. Diz a palavra de Deus: "Se Deus é por nós, quem será contra nós. Em todas as coisas somos mais do que vencedores, por meio daquele que nos amou" (Romanos 8.31,37).

Olhemos, pois, firmemente para Jesus, o autor e consumador da nossa fé, do qual depende a nossa salvação, bem como a força para chegar à pátria celestial.



Lindolfo Pieper
Jaru, RO ? Brasil
E-Mail: piperlin@uol.com.br

(zurück zum Seitenanfang)