Göttinger Predigten

deutsch English español
português dansk Schweiz

Startseite

Aktuelle Predigten

Archiv

Besondere Gelegenheiten

Suche

Links

Gästebuch

Konzeption

Unsere Autoren weltweit

Kontakt
ISSN 2195-3171





Göttinger Predigten im Internet hg. von U. Nembach

Quinta-feira da Paixão, 02.04.2015

O Servo do Senhor
Predigt zu Isaías 42:1-4 (5-9), verfasst von Tânia Cristina Weimer

 

 

O profeta Isaías fala muitas vezes de Jesus e se refere a ele como um Servo.

Essas palavras do profeta descritas em Is 42.1-5 são bem significantes para se entender corretamente a natureza de Jesus.

É claro que o Senhor Deus admira muito este servo pois é ele a quem ele sustenta, que escolheu, em quem tem prazer, a quem dá o seu Espírito.

Que interessante que a pessoa que Deus mais eleva é um servo! É nele que ele coloca seu próprio Espírito.

 

Este servo promove justiça. Três dos quatro versículos deste trecho mencionam como ele traz, faz e estabelece a justiça. A missão dele é declarar, modelar, e promover a verdade de Deus.

Este servo é quieto. O poder dele não é exercitado com barulho, mas de uma forma sossegada e humilde. Este servo rejeita todos os métodos sensacionalistas do mundo; ele nunca chama atenção para si. Ele consegue agir desta forma porque ele tem verdadeira confiança e força, ele não fica ansioso duvidando da sua capacidade para cumprir a sua missão. Com o verdadeiro poder que ele sabe que tem, não sente necessidade de estabelecer seu domínio de uma forma arrogante e dominadora.

Este servo é manso. A cana em si é bastante frágil, mas uma cana quebrada não suporta peso algum. No entanto, Jesus consegue sustentar pessoas que se encontram até mesmo em condições extremamente fracas. Com a gente mais debilitada, Jesus demonstra compaixão e não desgosto.

 

Este servo é perseverante. Ele não reflete nenhum sinal da fraqueza com a qual ele simpatiza em outras pessoas. Ao invés de cair em pedaços, Jesus encara missões difíceis com a confiança no Pai e com a maior tenacidade.

Aplicação para nós

Nossa meta cristã é seguir e imitar Jesus. São muitas as passagens bíblicas que ensinam que nós devemos seguir Jesus agindo com a mesma justiça (1 João 2.29), pureza (1 João 3.3), amor (Efésios 5.2), paciência (1 Pedro 2.18-23), humildade (João 13.1-20).

Nós devemos servir. Não existe como medir o serviço e sacrifício de Jesus. Ele desceu da glória excelsa para a cruz vergonhosa demais (Filipenses 2.5-11). Ele insistiu conosco que o padrão do reino dele seja totalmente diferente que a regra nos impérios deste mundo (Marcos 10.42-45). Não devemos disputar lugares de destaque, mas sim, oportunidades para servir um ao outro. Nunca devemos pensar no jeito em que estamos sendo tratados, mas devemos nos preocupar com o bem-estar dos nossos semelhantes (Filipenses 2.3-4).

 

É tão difícil manter a humildade exigida que precisamos meditar constantemente na vida de Jesus para realizar sua vontade.

Mas quem disse que é fácil valorizar o serviço simples e humilde?

Nós devemos fazer todo possível para promover a justiça. Honestidade e integridade têm que ser as regras fundamentais da nossa conduta. Não devemos nos cansar do trabalho de promover o evangelho da paz.

Fico impressionado com a maneira quieta de Jesus. Durante sua vida aqui na terra ele não gritou nem clamou nem ergueu sua voz nas ruas. Repetidas vezes Jesus pediu para que ninguém falasse de seus milagres (por exemplo, Marcos 1.44-45; 5.43), chamou alguém a parte para curá-lo (Marcos 7.33), ou até curou antes da multidão se reunir (Marcos 9.25).

 

Jesus traçou o caminho para nós que também devemos rejeitar os métodos sensacionalistas e a ênfase na propaganda.

Devemos imitar a mansidão de Jesus. A verdade deve ser ensinada, sim, mas não de qualquer jeito. Nós temos que ter cautela a não afastar pessoas do Senhor em nossas tentativas para corrigi-las.

Nós nos dizemos cristãos, mas para de fato sermos cristãos temos que imitar a vida e as qualidades de Jesus. Estas qualidades de Isaías 42 formam um excelente começo neste sentido. Que imitemos a ele cada vez mais até que um dia sejamos como ele (1 João 3.2-3).

 



Pastora Sinodal Tânia Cristina Weimer
Sínodo Nordeste Gaúcho
E-Mail: pastoratania@sinos.net

(zurück zum Seitenanfang)