Göttinger Predigten

deutsch English espańol
portuguęs dansk Schweiz

Startseite

Aktuelle Predigten

Archiv

Besondere Gelegenheiten

Suche

Links

Gästebuch

Konzeption

Unsere Autoren weltweit

Kontakt
ISSN 2195-3171





Göttinger Predigten im Internet hg. von U. Nembach

DOMINGO CRISTO REI, 22.11.2015

Predigt zu Daniel 7:9-10, 13-14, verfasst von Dari Appelt

 

Graça e Paz a vocês que buscam pelo Senhor com sinceridade. Amém.

 

ESTIMADA COMUNIDADE!

 

Sonho ou visão? Como explicar cenas que o subconsciente cria enquanto dormimos ou quando estamos sob o efeito de algum sedativo? Há relatos de pesadelos por parte de quem bateu a cabeça, sofreu traumas na infância, ou mesmo está sob o efeito de alguma droga ilícita e até do álcool. Aprendi que os profetas tinham a capacidade de prever acontecimentos e que as visões eram uma forma de comunicação que Deus usava para recomendar uma ação, dar o alerta e mesmo tomar as providências para evitar o pior ou ajudar na prevenção do mal que se achega de muitas maneiras e faz sofrer. É da Igreja que se espera hoje a atitude de cuidar, confortar e resgatar esperança, mas também alertar diante do perigo, denunciar o que pode gerar sofrimento e mobilizar os que confiam no Senhor para resistir e exercitar a solidariedade...

Os livros de Daniel e Apocalipse nos dão testemunho de visões fantásticas. Algumas que ajudam a esclarecer os planos de Deus e revelam sua vontade. Outras que apontam para catástrofes e o sofrimento que pode sobrevir caso cresça a desobediência e a indiferença com relação ao que Deus recomenda.

No nosso texto, Daniel relata uma visão interessante! Depois de passar por uma experiência incrível na cova dos leões, em que provou às autoridades que Deus tem poder, que defende seus mensageiros, e de convencer o rei Dario da verdadeira fé, ele investe na inteligência do rei. Para surpresa de muitos governantes intransigentes, Dario foi tocado por esse poder a ponto de admitir em carta: Felicidade e paz para todos! Eu ordeno que todas as pessoas do meu reino respeitem e honrem o Deus que Daniel adora. Pois ele é o Deus vivo, que vive para sempre. O seu reino nunca será destruído; o seu poder nunca terá fim. Ele socorre e salva; no céu e na terra, ele faz milagres e maravilhas. Foi ele quem salvou Daniel, livrando-o das garras dos leões.

Daniel sonhou com quatro monstros que chegavam para amedrontar, mas foram impedidos de destruir o povo de Deus com o surgimento de um poder capaz de enfrentar o mal e destronar os poderosos. Vários tronos foram colocados e um deles é ocupado por um ser diferente que sempre existiu. Chegou de roupa branca, cabelos brancos... e capaz de conquistar multidões. Na expectativa pelo julgamento, em que ressurge a esperança, chega mais alguém. É apresentado ao personagem principal e recebe poder, honra e autoridade capaz de sensibilizar todas as nações para servi-lo. O seu poder é eterno, e o seu reino não terá fim. Na passagem que lemos se fala em “Filho do Homem”, um conceito bastante usado no Antigo Testamento, para designar quem vinha em nome de Deus com autoridade. Por vezes até profetas eram chamados de “filho do homem”.

 

Os textos do livro de Daniel, as visões de Daniel, são de séculos antes de Cristo; refletem sofrimento e esperança. Os seguidores e amigos de Jesus, conhecendo seu mestre, partilhando sua vida e ouvindo sua palavra de autoridade em nome de Deus, não tiveram dúvidas: Em Jesus se concretizava a promessa de Deus e todas as palavras proféticas. Lembremos o que ele diz em resposta ao questionamento do governante, que tinha o poder de julgar: Foi para falar da verdade que eu nasci e vim ao mundo. Quem está do lado da verdade ouve a minha voz.

Irmãos e irmãs na fé! As especulações e visões com relação ao fim do mundo, em vez de nos meter medo, deveriam nos mobilizar para transformar a realidade, promovendo a justiça, vida e paz. Muitas profecias, por não serem inspiradas por Deus, não se realizaram e outras tantas não surtiram o efeito desejado e vieram trazendo sofrimento. E por incrível que pareça sempre estamos a lamentar as tragédias e tentando cuidar das vítimas das intempéries e dos desmandos, incompetência, abusos de poder e desobediência com relação à vontade de Deus. Isso gera sofrimento e vai “minando” as esperanças de muita gente. Como Igreja temos que continuar testemunhando a chegada do Salvador. Não só pessoas devem ser alvo da missão, mas as nações. Como, no entanto, sensibilizar os governantes para que reconheçam a verdade e tomem atitudes para promover mais vida e paz?

Quero chamar a atenção para as palavras do Senhor. Quem está do lado da verdade ouve a minha voz. “A verdade vos libertará” nos garante o apóstolo Paulo. Ele nos serve de exemplo para o trabalho na seara do Senhor. O sonho de Deus é que todos sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade! Por isso, você e eu somos chamados a sonhar também com um mundo novo, mas também a colocar sinais de paz e de graça, participando ativamente da construção do Reino de Deus. Sim! É um privilégio ser convidado para ser instrumento do amor de Deus, capaz de transformar a realidade e converter corações e mentes. Cristo concede poder aos que nele confiam, que apostam no seu projeto e em vez de só usufruir da sua graça, a usam para servir e promover mais vida.

Que o Espírito da verdade nos mostre jeitos e caminhos para que a Igreja seja profética e diaconal, e os membros da comunidade cristã testemunhem em palavras e ações a esperança que move a gente. Lembrem-se: o Advento que está diante de nós é tempo oportuno para isso. Amém.

 

 



Pastor Dari Appelt
Timbó – Santa Catarina, Brasil
E-Mail: darijair@yahoo.com.br

(zurück zum Seitenanfang)